Ainda não sei…

Sempre achei que sabia o que queria, que tinha o esclarecimento da mente como guia. Que dentre as muitas opções, você se destacaria e facilitaria minha escolha, que me ajudaria a seguir em frente “de acordo com o plano”. Eu achei que sabia o que era amor, mas hoje sei que não era como eu imaginava. Achei que seria fácil começar de novo, te encontrar e ser feliz, sentir o calor da sua companhia, dos seus beijos e abraços… Mas nunca foi.

Muitas vezes a solidão faz com que a gente cresça, que amadureça e que entenda coisas de forma diferente, mas ao mesmo tempo ela pode ser ameaçadora, destruidora e até pode fazer com que você perca as esperanças. Já tentei pensar de forma positiva, já tentei me resguardar, já tentei me abrir a novas possibilidades e de formas diferentes, no fim, nenhuma fez efeito e cá estou, sem saber como seguir.

Ainda não aprendi a definir exatamente o que quero, como seguir e como agir em busca da plena felicidade, nem mesmo as palavras me salvam de tamanha insensatez, elas, que sempre foram meu refúgio. Descobri que ainda não me encontrei e nem sei se estou perto ou longe disso, as vezes me parece que estou fazendo tudo errado, enfiando os pés pelas mãos, perdendo o controle sobre tudo que somente eu poderia controlar. Exatamente, eu ainda não sei…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: