Perdoe-me

Perdoe-me por ser insistente, as vezes além da conta.
Perdoe-me por querer sempre o melhor para você, da mesma maneira que quero para mim. As vezes até mais.
Não sei se já percebeu mas sou muito sentimental, me entrego, e erro. Muitas vezes por excesso de zêlo.
Mas sempre querendo o melhor, ou pelo menos almejando o melhor.

As vezes sinto uma enorme dificuldade em formular frases que reflitam meus pensamentos, mesmo tendo os mesmos bastante definidos em minha mente, me perdoe se falhei.
Já fui melhor, prometo. Não sei se perdi o jeito ou se a amargura do que passei me fizeram perder o tato, o fato é que já fui melhor.
Talvez soe um pouco pretensioso dizer que já fui melhor, por outro lado, também pode soar quase como uma lamentação por não conseguir ser bom, como sei que já fui.
Você me deixa sem jeito, sem chão, mas de uma maneira muito boa. Por vezes me sinto nas nuvens pelo simples fato de estar perto, é algo que não consigo explicar. Talvez se tivesse coragem de fazer o que sinto que ainda não posso. Pelo menos não ainda.

Perdoe-me se trago em minhas frases certa incerteza, me sinto receoso. Deveria arriscar? Deveria esperar?
Perdoe-me por guardar para mim o que talvez eu não tenha direito, mas ainda sinto que não posso me abrir para você. Perdoe-me.

2 pensamentos sobre “Perdoe-me

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: