Velocidade máxima – parte 2

Boa noite amigos,

Pois é, definitivamente o Rubinho não tem sorte no GP do Brasil, cada ano é um problema diferente. Não quero tirar o mérito dos que chegaram na frente, Webber e Kubica fizeram uma excelente prova, sem falar no Hamilton, que largou em 17º e acabou no podium. Claro que o Barrichello poderia ter sido o terceiro colocado, mas o segundo set de pneus estava ruim e depois ainda teve o furo no pneu.

Também devemos valorizar o campeão, Jenson Button fez uma temporada brilhante, do início avassalador ,com seis vitórias em sete corridas, a uma prova arrojada e arriscada no final, em que ele poderia ficar num ritmo mais tranquilo e esperar os acontecimentos, mas não, ele foi pra cima, sem medo de arriscar. Assim se fez um grande campeão, um cara que além de ser bom piloto, pelo que dizem, é um bom camarada.

Mudando de assunto, ontem fiquei até às 4 da madrugada assistindo a corrida de Nascar e depois a de MotoGP, ainda bem, pois ambas foram demais! Na Nascar, Jimmie Johnson está impossível, provavelmente será campeão novamente. Enquanto na MotoGP o Lourenzo levou um tombo e quase entregou o título para o Rossi, que chegou em segundo e não conseguiu ultrapassar Casey Stoner, que correu em casa e fez uma baita prova, andou muito!

Bom, acho que é isso, faltam apenas dois dias para minha viagem e provavelmente não terei tempo de escrever aqui antes de embarcar, portanto, sigam me no Twitter.com/bmansano, já que lá eu vou escrever o tempo todo. =D

Beijos e abraços,
Bruno

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: